AVC: fármaco reduz risco em 24%

Estudo publicado no “New England Journal of Medicine”

29 fevereiro 2016
  |  Partilhar:

Investigadores americanos identificaram uma nova ferramenta que pode ajudar na prevenção do acidente vascular cerebral (AVC) e enfarte agudo do miocárdio, dá conta um estudo publicado no “New England Journal of Medicine”.
 

Os investigadores da Escola de Medicina da Universidade do Sul da Califórnia, nos EUA, verificaram que a administração do fármaco pioglitazona pode reduzir o risco de AVC ou enfarte agudo do miocárdio em quase um quarto nos pacientes que já tinham sofrido um AVC ou um mini-AVC anteriormente.
 

Quando um indivíduo tem um AVC, é-lhe habitualmente administrado um anticoagulante, tal como a aspirina. Caso o paciente tenha níveis de colesterol elevado ou endurecimento dos vasos sanguíneos é aconselhada a toma de estatinas para diminuir os níveis de colesterol e prevenir o AVC.
 

A eficácia dos anticoagulantes, das estatinas, e o controlo da pressão arterial na redução do risco de AVC têm sido demonstrados em vários estudos. Contudo, um outro fator de risco associado ao AVC é a resistência à insulina.
 

Os investigadores demonstraram que a resistência à insulina, referida por vezes como pré-diabetes, estava associada a um maior risco de AVC e enfarte agudo do miocárdio. No estudo, os investigadores decidiram testar o efeito da pioglitazona, um fármaco da classe de medicamentos das tiazolidinodionas, que tem sido associada à redução da resistência à insulina, aumentado consequentemente a sensibilidade a esta hormona.
 

Ao longo de um ensaio de cinco anos, onde foi administrado pioglitazona ou um placebo, verificou-se que os pacientes tratados com o fármaco tinham 24% menos incidentes de AVC ou enfarte agudo do miocárdio.
 

Uma vez que os pacientes envolvidos no estudo já estavam a receber um elevado padrão de tratamento, o nível de sucesso foi surpreendente e deve traduzir-se em novos progressos na redução do impacto do AVC.
 

"É um resultado muito positivo”, conclui um dos autores do estudo, Souvik Sen, uma vez que “para além de prevenir o AVC, também previne a diabetes”.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.