Avanços no tratamento e diagnóstico dos Linfomas Não-Hodgkin

Resultados apresentados em reunião científica

22 outubro 2006
  |  Partilhar:

 

O tratamento e o diagnóstico dos Linfomas Não-Hodgkin e a experiência clínica com Radioimunoterapia foram os temas centrais da reunião científica que decorreu no passado fim-de-semana em Coimbra.
 

 

Com abertura presidida pelo Dr. João Raposo, Hematologista do Hospital Santa Maria, e pela Dra. Maria do Rosário Vieira, especialista em Medicina Nuclear do IPO de Lisboa, esta reunião científica pretendeu debater os avanços no tratamento e diagnóstico dos Linfomas Não-Hodgkin com recurso ao exame PET (Tomografia por Emissão de Positrões) e Radioimunoterapia.
 

 

Ao longo da reunião, os especialistas médicos presentes partilharam a sua experiência clínica mediante discussão de casos clínicos de doentes a quem foi administrado o tratamento com Radioimunoterapia, uma terapêutica inovadora que alia a Radioterapia e Imunoterapia e que permite a destruição selectiva das células malignas, ao contrário da terapia convencional.
 

 

Foi ainda apresentado um novo projecto ibérico para registo de doentes tratados com Radioimunoterapia.
 

 

Aprovada na Europa, para utilização quando outras alternativas terapêuticas falham, em Portugal a Radioimunoterapia já foi aplicada com sucesso a vários doentes com Linfoma Não-Hodgkin.
 

 

Em Portugal registam-se anualmente cerca de dois mil novos casos de Linfomas Não-Hodgkin e estima-se um aumento anual da taxa de incidência de cerca de 10%. Perante este cenário, a Radioimunoterapia apresenta-se como uma esperança no tratamento desta patologia.
 

 

MNI-Médicos Na Internet
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.