Autoridades chinesas têm de provar que os produtos exportados não contêm leite contaminado com melamina

Recomendação da Comunidade Europeia

24 setembro 2008
  |  Partilhar:

A Comissão Europeia solicitou às autoridades chinesas que apresentem provas de que os produtos exportados para a comunidade não contêm leite contaminado com melamina, bem como a partilha de qualquer informação e dados disponíveis sobre o problema do leite contaminado.
 

 

De acordo com declarações da porta-voz da Comissão Europeia da Saúde, Haravgi-Nina Papadoulaki, à agência Lusa, Bruxelas pediu também a suspensão da exportação de todos os produtos compostos, que contenham leite, caso não existam provas de que, através dos mesmos, não houve contaminação.
 

A responsável remeteu para a reacção oficial da Comissão Europeia, segundo a qual "a importação de leite puro, incluindo o leite UHT (ultrapasteurizado) e produtos lácteos vindos da China para a comunidade europeia, não é permitida, uma vez que Pequim não aprovou o plano de controlo de resíduos para o leite".
 

 

Desta forma, nenhuma preparação de leite em pó para crianças foi "legalmente importada para a União Europeia e, segundo informação fornecida à Comissão, também não se está a registar a importação de leite líquido".
 

 

Relativamente a produtos compostos, que contenham produtos derivados do leite, "a Comissão contactou operadores europeus da indústria alimentar e pediu-lhes que aumentem a vigilância quando se regista a importação de produtos para a Comunidade".
 

 

A Comissão garante que até ao momento, não recebeu, dos países membros, notificação de produtos contaminados.
 

 

Fonte: Lusa
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.