Auto-medicação gera graves problemas de saúde

Especialista lança alerta

06 maio 2007
  |  Partilhar:

 

Os anti-inflamatórios não esteróides são responsáveis pela morte de milhares de pessoas, todos os anos.
 

 

A auto-medicação com AINE´s e a indevida prescrição médica levam a um elevado número de hospitalizações, devido a complicações gastrointestinais, como hemorragias e perfurações gástricas.
 

 

A utilização livre deste tipo de fármacos faz com que um número considerável de portugueses tomem anti-inflamatórios todos os dias, o que acarreta uma mortalidade expressiva da má aplicação dos AINE´s e um grave problema de saúde pública.
 

 

Segundo Hermano Gouveia, Vice-presidente da Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia e Chefe de Serviço de Gastrenterologista dos Hospitais Universitários de Coimbra (HUC), “cerca de 5% dos doentes hospitalizados por complicações do tracto gastrointestinal, provocadas pelo consumo de anti-inflamatórios não esteróides, acabam por morrer”.
 

 

“É fundamental educar, não só os doentes portugueses, como também os médicos, alertando para os perigos da auto-medicação e da errada prescrição deste tipo de medicamentos”, considera ainda Hermano Gouveia.
 

 

MNI- Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.