Aumento de vagas em Medicina

Média desceu ligeiramente

12 setembro 2004
  |  Partilhar:

A ministra da Ciência e do Ensino Superior deixou este fim-de-semana aberta a possibilidade de o aumento do número de vagas para Medicina poder ser feito à custa das universidades privadas. Aos microfones da TSF, Maria da Graça Carvalho adiantou que «pelo menos nos próximos três anos» a tutela pretende manter uma subida do número de lugares nas escolas de Medicina semelhante à registada este ano - para o ano lectivo 2004/05, foram criadas mais 170 vagas. Com a disponibilização destes novos lugares, as médias de entrada para aquele curso desceram ligeiramente, situando-se, pela primeira vez em oito anos, abaixo da barreira dos 18 valores. À TSF, Maria da Graça Carvalho admitiu que, a partir do próximo ano, o aumento de vagas nesta área poderá ser suportado pelas faculdades privadas que já apresentaram projectos para a criação de cursos de Medicina. A Universidade Fernando Pessoa, no Porto, o Instituto Superior de Ciências da Saúde do Norte, em Gandra, Paredes, a Escola Universitária Vasco da Gama, em Coimbra, a Universidade Lusófona, em Lisboa, o Instituto de Ciências da Saúde do Sul e o Instituto Piaget de Viseu são as escolas privadas que apresentaram projectos para a criação de cursos de Medicina. A Universidade Católica também pretende leccionar este curso.Fonte: Público

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.