Aumento de peso aconselhado na gravidez deve ser revisto

Trabalho apresentado no "American Journal of Obstetrics & Gynecology"

04 abril 2007
  |  Partilhar:

 

Um estudo da Harvard Medical School, EUA, sugere que seja revisto o ganho de peso permitido na gravidez.
 

 

O estudo, publicada na edição de Abril da revista "American Journal of Obstetrics & Gynecology", indica que os filhos de mulheres que engordaram dentro dos limites recomendados têm quatro vezes mais probabilidades de se encontrarem com excesso de peso quando chegarem aos três anos.
 

 

Actualmente, os padrões recomendados dependem do peso da mãe antes de engravidar: quanto mais magra a mulher, maior será a margem de quilos que poderá ganhar.
 

 

Uma mulher com índice de massa corporal (IMC, peso dividido pela altura ao quadrado) normal pode engordar entre 11 e 15 quilos. Se antes da gravidez, apresentar um IMC acima do normal, o controlo do peso deverá ser mais rigoroso. Se o índice estiver abaixo, será incentivada a engordar um pouco mais.
 

 

Para chegar ao resultado, os médicos compararam mais de mil mães de crianças de 3 anos de idade. Aproximadamente 52% das voluntárias ganharam mais quilos do que podiam; 34% conseguiram ficar no limite e 14% ganharam menos peso do que o tolerado.
 

 

Outro dado confirmado no estudo é de que as grávidas que desenvolvem Diabetes Gestacional tendem a ter bebés maiores, com riscos de continuarem acima do peso ao longo da vida. Além disso, os investigadores alertaram o facto de o excesso de peso dificultar o parto natural e, quase sempre, conduzir à necessidade de cesariana. Os médicos destacaram, por outro lado, que o pouco ganho de peso pode levar ao nascimento de um bebé com baixo peso e estatura.
 

 

MNI- Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.