Aumento alarmante de emissões de gases com efeito de estufa

Problema imputável ao consumo de combustíveis

29 março 2004
  |  Partilhar:

Investigadores australianos deram esta semana conta de um aumento alarmante das emissões de gases com efeito de estufa nos últimos dois anos, cuja origem afirmam ser totalmente imputável ao consumo de combustíveis fósseis.Segundo a agência de investigação científica do governo australiano (CSIRO), foram libertadas para a atmosfera em 2002 cerca de 18,7 mil milhões de toneladas de dióxido de carbono, um gás com efeito de estufa considerado responsável pelo aquecimento global, tendo 17,1 milhões de toneladas sido lançadas no ano passado.Durante os últimos dez anos, a média anual foi de 13,3 mil milhões de toneladas de dióxido de carbono libertadas para a atmosfera, com um pico de 23 mil milhões em 1998 devido aos numerosos fogos florestais ocorridos na Indonésia, de acordo com o CSIRO.O responsável por esta investigação, Paul Fraser, manifestou-se alarmado com esta nova escalada das emissões de CO2 «apesar dos esforços a nível mundial para tentar reduzir as emissões desse gás».O governo australiano tem sido alvo de críticas das organizações ecológicas devido à sua recusa, a exemplo dos Estados Unidos, de ratificar o Protocolo de Quioto sobre as emissões de gases com efeito de estufa.Fonte:Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.