Aumentam internamentos por pneumonia decorrentes de surto gripal

Ministra da Saúde pede apoio a Ministério da Defesa

12 janeiro 2009
  |  Partilhar:

Portugal regista um acréscimo de pneumonias, que está relacionado com a actividade gripal. Em caso de agravamento da doença, os hospitais militares irão disponibilizar algumas camas de reserva para internamento de doentes com gripe, de acordo com declarações da ministra da Saúde, Ana Jorge, que disse já ter contactado o Ministério da Defesa nesse sentido.
 

 

São vários os factores que justificam este aumento de pneumonias, mas a actividade gripal é a grande responsável. Contactado pela agência Lusa, Filipe Froes, coordenador da Comissão de Infecciologia Respiratória da Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) e pneumologista no Hospital Pulido Valente, em Lisboa, disse existir um "acréscimo indiscutível" de pneumonias nos últimos tempos.
 

 

Tendo em vista que a situação poderá agravar-se, a ministra da Saúde admitiu ter já contactado o Ministério da Defesa no sentido de serem disponibilizadas camas nos hospitais militares. Mas acrescentou: "Até aqui tem havido capacidade de resposta (dos hospitais) e, portanto, acreditamos que vai haver e temos ainda em estudo outras situações de alternativa de reserva que poderá ser necessário accionar se os hospitais que estão envolvidos e a trabalhar todos em rede tiverem em determinado momento necessidades que excedam a sua capacidade".
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.