Atividade de cuidados continuados aumentou em 2014

Dados divulgados pela Administração Central do Sistema de Saúde

07 maio 2015
  |  Partilhar:
A atividade da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI) aumentou em 2014, tendo-se registado um reforço da capacidade instalada de camas para internamento, redução do tempo de referenciação de utentes e aumento no número de doentes referenciados e assistidos, revela o relatório desta entidade publicado no sítio da Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS).
 
Segundo os dados revelados em comunicado pela ACSS relativos ao ano passado, os lugares de internamento aumentaram 7,8%, em relação a 2013, registando-se um total de 7.160 camas.
 
Os lugares em Unidades de Longa Duração e Manutenção (ULDM) representam 57% dos lugares de internamento disponíveis e apresentam uma taxa de ocupação de 96%.
 
Cerca de 72,5% da oferta de camas para internamento é dada através do estabelecimento de acordos com Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS), indica o relatório.
 
Em termos de Equipas de Cuidados Continuados Integrados (ECCI), o ano de 2014 registou um incremento de 3% em relação ao ano anterior, existindo 274 ECCI no fim do ano passado.
 
O estudo refere que a população servida pela RNCCI é envelhecida (83,4% tem idade superior a 65 anos e 45% tem mais de 80 anos), maioritariamente feminina (55,6%), com baixo nível de escolaridade (90% frequentou a escola durante menos de 6 anos), carenciada (55% possui apoio de alimentação e higiene e 45% possui apoio para medicamentos) e com elevada incapacidade e dependência (97% dos utentes possuem incapacidade ou dependência).
 
O número de doentes referenciados para a RNCCI aumentou de 39.896, em 2013, para 41.657, em 2014. A referenciação extra-hospitalar aumentou também em 2014, sendo que 35% dos casos foram referenciados por centros de saúde e 65% por hospitais.
 
Os tempos de referenciação apresentaram uma melhoria substancial: 72% em relação a 2013.
 
A RNCCI assistiu 48.299 doentes em 2014, o que representa um aumento de 3.418 doentes, comparando com os 44.881 de 2013.
 
A RNCCI é formada por um conjunto de instituições públicas e privadas que prestam cuidados continuados de saúde e de apoio social. Os Cuidados Continuados Integrados estão centrados na recuperação global da pessoa, promovendo a sua autonomia e melhorando a sua funcionalidade, no âmbito da situação de dependência em que se encontra.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.