Associações não querem pílula do dia seguinte
28 junho 2001
  |  Partilhar:

Duas associações apresentaram quinta-feira, no Tribunal Administrativo do Porto, recurso a pedir a nulidade da comercialização da “pílula do dia seguinte”, e ameaçam tomar a mesma atitude contra todos os medicamentos do género que entrem no mercado português.
 

 

A Associação Norte, Família, Vida (Vida Norte) e a Associação Tudo pela Vida, que escolheram a data de ontem porque passam precisamente três anos sobre o referendo da interrupção voluntária da gravidez, consideram que a pílula "Tetragynon", da responsabilidade do Infarmed, “actua sobre uma vida humana, impedindo o seu normal funcionamento".
 

 

José Paulo Carvalho, o advogado das associações, referiu que o recurso pretende "que a comercialização da pílula seja declarada nula” porque a "Tetragynon" é abortiva e "atenta directamente contra a vida, concretamente contra um artigo da Constituição que diz que a vida humana é inviolável".
 

 

As associações estão ainda a elaborar pareceres científicos sobre outros medicamentos do género, contra os quais admitem interpor novos recursos.
 

 

Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.