Associações de doentes defendem isenção de actos médicos e exames para doentes crónicos

Carta enviada ao Governo

14 outubro 2011
  |  Partilhar:

Várias associações defendem, numa carta enviado ao Governo, que os actos médicos, exames complementares, cuidados de saúde e administração de terapêuticas complementares, que "directa e indirectamente estejam relacionados com a doença", devem estar isentos para os doentes crónicos.

 

As associações de doentes reagiam à medida anunciada pelo Governo de que a isenção de pagamento de taxas moderadoras, para os portadores de doenças crónicas, vai deixar de ser total, passando a aplicar-se apenas aos actos relativos à respectiva doença.

 

"Qualquer pessoa com grau de incapacidade, igual ou superior a 60%, fica directamente isenta do pagamento de todas as taxas moderadoras. Os doentes crónicos, que não tenham este grau de incapacidade, ficam só isentos das taxas relativas à sua doença. Nem tudo está bem esclarecido", sustentam as várias associações, na carta citada pela agência Lusa.

 

Acrescentam ainda que as doenças crónicas normalmente têm um conjunto de problemas de saúde associados que, consequentemente, originam necessidades de cuidados de saúde e administração de terapêuticas complementares. Por isso, "não faz qualquer sentido deixarem de ser entendidos e englobados no conceito de “actos médicos/e ou, cuidados de saúde e terapêutica” relativos à doença.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.