Associação entre exposição solar e melanoma foi confirmada

Estudo publicado na “Nature”

14 maio 2012
  |  Partilhar:

O melanoma, a forma mais mortal e agressiva do cancro da pele, tem vindo a ser associado à exposição solar. Através da sequenciação do genoma completo de 25 tumores de melanoma metastático, os resultados do estudo publicado agora na revista “Nature” vieram confirmar o papel da exposição crónica ao sol no desenvolvimento do melanoma e revelar novas alterações genéticas que são importantes para o desenvolvimento deste tipo de cancro.

 

“Ao analisar o genoma todo, podemos determinar com maior precisão a taxa de mutação, as diferentes classes de mutações e descrever com maior confiança o padrão da mutagénese induzida pela radiação ultravioleta no melanoma”, revelou, em comunicado de imprensa, um dos autores do trabalho, Michael Berger.

 

Através da análise completa do genoma, os investigadores do Broad Institute e da Harvard Medical School, nos EUA, constataram que a taxa de mutação genética aumentavam com a exposição crónica dos pacientes ao sol, o que confirma o papel dos danos solares no desenvolvimento da doença.

 

O estudo detetou também que, tal como esperado, a presença de mutações nos genes BRAF e NRAS, que estão envolvidos no envio de sinais para o crescimento celular, em 24 dos 25 tumores analisados. Foi identificado, pela primeira vez, que 44% dos pacientes apresentavam mutações no gene PREX2, previamente envolvido no cancro da mama.

 

Quando o gene PREX2, funciona normalmente, interage com uma proteína denominada por PTEN que funciona como supressor tumoral e controla o crescimento das células. Experiências realizadas em ratinhos demostraram que as mutações no PREX2 estimulam o crescimento tumoral. ”Contudo, ainda não sabemos ao certo como isto ocorre”, revelou uma das principais autoras do estudo, Levi Garraway.

 

“O PREX2 pode ser um novo tipo de genes do cancro que se encontra mutado e que nos pode indicar pelo menos uma via, ou talvez mais, que poderá ser alvo terapêutico do melanoma”. A identificação do PREX2 pode ser a ponta do iceberg.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.