Assinala-se hoje o Dia Mundial do Sono

Portugueses gastam 80 milhões por ano em sedativos e ansiolíticos

21 março 2007
  |  Partilhar:

 

Os portugueses gastaram no ano passado mais de 80 milhões de euros em sedativos, hipnóticos e ansiolíticos, de acordo com dados do INFARMED (Instituto Nacional da Farmácia e do Medicamento). Números pouco animadores para o Dia Mundial do Sono, que hoje se assinala.
 

 

Dados do INFARMED mostram que os portugueses consomem anualmente cerca de 20 milhões de embalagens deste tipo de fármacos, o que dá uma média de duas embalagens por cada português. Em 2006, 2005 e 2004, o consumo de ansiolíticos, sedativos e hipnóticos ultrapassou sempre os 20 milhões de embalagens em cada ano.
 

 

"Fico assustadíssima com este uso de medicamentos", comentou à Lusa a Neurologista e especialista em Distúrbios de Sono, Teresa Paiva.
 

 

"Está-se a viver uma loucura de vida em Portugal. As pessoas deixaram de ter hábitos minimamente aceitáveis de dormir e têm sempre mais compromissos do que deviam ter, mesmo financeiros, e desenvolvem quadros de ansiedade muito grandes", acrescentou.
 

 

Para a especialista, esta "forma desassossegada de vida" é a raiz dos problemas de sono, que aliada a uma "prática errada" na prescrição dos fármacos leva a "números exagerados" no consumo de medicamentos ansiolíticos e sedativos.
 

 

Teresa Paiva alertou ainda para os "malefícios" deste tipo de medicamentos, que causam elevada habituação e "apenas resolvem os problemas temporariamente". Podem ainda causar problemas de memória e aumentam significativamente o risco de acidentes domésticos e de viação.
 

 

Fontes: Lusa e Imprensa Internacional
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.