As razões da infidelidade masculina

Altas concentrações de testosterona explicam o assunto

22 maio 2002
  |  Partilhar:

Quer saber se o seu marido lhe é infiel? Então, uma das maneiras é «obrigá-lo» a fazer um teste hormonal para ver como estão as suas concentrações de testosterona.
 

 

Uma experiência feita em aves revelou que as baixas concentrações da hormona masculina estimulou a fidelidade, ao invés, as elevadas quantidades de testosterona no sangue são uma porta aberta à infidelidade. Segundo um estudo publicado na NS, os humanos não serão muito diferentes nesta questão.
 

 

Cientistas da Universidade de Harvard descobriram que os homens casados mais «caseiros» – ou que passam mais tempo com a família - têm concentrações de testosterona inferiores aos solteiros.
 

 

Neste estudo original, a equipa liderada pelo antropólogo Peter Gray avaliou as concentrações de testosterona em 58 homens. As conclusões apontaram que a concentração da hormona masculina diminui depois de alcançar um ponto máximo natural pela manhã. No entanto, essa diminuição é mais acentuada entre os homens casados do que no caso dos solteiros.
 

 

Na edição de quarta-feira da revista New Scientist, Peter Gray explicou as possíveis razões para que tal aconteça. «Parece haver uma diferença mais acentuada entre os homens que são pais, em comparação com os homens solteiros».
 

 

Pronto, está tudo explicado. As mulheres que pensam que os maridos já não as desejam depois de terem o primeiro filho, têm agora dados científicos onde se podem apoiar.
 

 

«É provável que os pais mais dedicados, com menos tendência para a infidelidade, tenham concentrações menores de testosterona», reforçou o cientista.
 

 

No entanto, Gray acredita que pode haver neste sentido duas explicações que interagem em ciclo, ou seja, segundo o antropólogo «as baixas concentrações de testosterona incentivam os homens a ficar em casa», da mesma forma que «o facto de estar com a família poderá diminuir as concentrações hormonais».
 

 

Para as próximas investigações, Gray planeia estudar as concentrações da hormona masculina em homens divorciados que partilham a custódia dos filhos com as mulheres, para examinar a questão hormonal dentro desse contexto.
 

 

Paula Pedro Martins
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Artigo original

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.