Árvores crescem mais na cidade

Estudo mostra que as plantas «preferem» a poluição

14 julho 2003
  |  Partilhar:

Ao contrário do que se pensa, um estudo norte-americano mostrou que as árvores crescem mais nas zonas urbanas, expostas à poluição, do que no meio do ar puro campestre. «Sei que parece absurdo, mas é verdade», disse a investigadora Jillian Gregg, da EPA, agência ambiental dos EUA.
 

 

Enquanto estava na Universidade Cornell, em Nova Iorque, Gregg plantou árvores geneticamente iguais em diversos pontos da cidade e também no campo. A intenção era calcular os efeitos da poluição em ecossistemas urbanos e rurais.
 

 

Para eliminar a possibilidade da influência do solo, o investigador levou terra do campo para a cidade e vice-versa. As árvores foram regadas com a mesma quantidade de água. Ainda assim, após três estações, as plantas urbanas cresceram o dobro do que as plantadas no campo.
 

 

Na revista «Nature» (www.nature.com), a investigadora refere que o resultado não é um bom indicativo, pois mostra que o ozono, poluente produzido em excesso nas cidades, migrou para o campo.
 

 

O poluente é formado por uma reacção química --estimulada pela luz solar-- que envolve resíduos da queima de combustíveis, em especial os óxidos de nitrogénio. A alta concentração da substância provoca uma reacção que leva o ozono para regiões onde há menores concentração do gás.
 

 

Traduzido e adaptado por:
 

Paula Pedro Martins
 

Jornalista
 

MNI-Médicos Na Internet
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.