Arquivamento de processo contra médicos do Amadora-Sintra

Decisão da Ordem dos Médicos

04 junho 2007
  |  Partilhar:

 

A Ordem dos Médicos arquivou o processo contra dois médicos do Hospital Amadora-Sintra, alegadamente implicados na morte de um bebé em 2002, por falta de indícios suficientes de ter havido uma “infracção técnico-deontológica”.
 

 

O caso remonta a 2 de Março de 2002 no Hospital Dr. Fernando Fonseca (Amadora-Sintra), após 13 horas de um trabalho de parto que culminou com o nascimento de um bebé com recurso ao fórceps. A criança nasceu com o crânio esmagado em virtude da "má aplicação do fórceps", segundo concluiu uma investigação da Inspecção-Geral da Saúde (IGS).
 

 

Num documento a que a agência Lusa teve acesso, o relator do processo, Francisco Canelhas Freire de Andrade, propõe ao conselho Disciplinar regional sul da Ordem dos Médicos (OM) o arquivamento do processo interposto contra os médicos Francisco dos Santos Madeira e Ana Cristina Pinto Ribeiro da Costa.
 

 

O relator baseia-se nos pareceres do Colégio de Obstetrícia e Ginecologia e do Conselho Médico-Legal, considerando que estes "não são concludentes quanto à causa da morte e à responsabilidade dos clínicos”. O documento da OM considera ainda “razoáveis” as explicações dadas pelos médicos obstetras.
 

 

Fontes: Lusa e Público pt
 

MNI- Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.