Aquecer demais o bebé pode causar morte súbita

Pais têm noções erradas...

30 outubro 2003
  |  Partilhar:

A notícia pode manter em aviso muitos pais agora que está a chegar o Inverno. Diz um estudo recente que  agasalhar demais o bebé ou ter o seu quarto aquecido demais pode aumentar a probabilidade de os seus filhos morrerem da «síndroma de morte súbita»O estudo, feito pela Foundation for the Study of Infant Deaths (Fundação para o Estudo de Mortes Infantis), concluiu que 56 por cento dos pais não sabem qual é a temperatura correcta que o quarto do bebé deve ter. Um em cada cinco pais ouvidos pela pesquisa – que avaliou um total de 187 pais com bebés com menos de um ano - achava que o quarto deveria ser mantido mais aquecido do que a temperatura recomendada, que é algo entre 16ºC e 20ºC. E quatro em cada dez pais achavam que as suas casas eram mais frias do que realmente eram.Apenas um terço das famílias com bebés pequenos tem termómetro no quarto onde o bebé dorme. Joyce Epstein, directora da fundação, disse que «os bebés que são mantidos muito aquecidos correm mais risco de serem vítimas da síndroma da morte súbita». E deixa uma mensagem: «olhe e toque no seu bebé para verificar se ele está muito quente. E mantenha um olho na temperatura ambiente.»Se o bebé está a suar, significa que está muito quente, segundo a directora. Mãos e pés frios não devem ser considerados motivos para preocupação, afirma.A melhor maneira de deixar o bebé fresquinho é remover um ou mais cobertores de cima da criança. A especialista lança outro alerta: as crianças que não estão a sentir-se bem devem ficar menos cobertas, e não mais cobertas. Dentro de algumas das regras a observar, a especialista recorda que se deve colocar o bebé de barriga para cima, não o agasalhe demais, mantenha a cabeça do bebé descoberta e não fume no quarto da criança. Traduzido e adaptado por:Paula Pedro MartinsJornalistaMNI-Médicos Na Internet 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.