Aprender sob «suspense»

Surpresa ajuda indivíduos a reter na memória o mais importante

20 setembro 2001
  |  Partilhar:

Uma boa surpresa pode ajudar a nunca mais nos esquecermos da matéria escolar. Segundo os resultados de um estudo, existe uma parte no cérebro que ajuda a aprender quando os indivíduos são colocados sob «suspense».
 

 

Paul C. Fletcher, da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, mediu a actividade cerebral de um grupo de voluntários que participaram num exercício de simulação.
 

 

Num estudo publicado esta semana na edição online de «Nature Neuroscience», a equipa inglesa afirmou que a actividade de uma região cerebral, chamada córtex pré-frontal dorsolateral, variou em relação à surpresa do participante perante a experiência.
 

 

O grupo de voluntários fingiram trabalhar em empresas farmacêuticas e tiveram que predizer se uma droga fictícia iria desencadear uma doença fictícia.
 

 

Na primeira fase do estudo, quando os participantes não estavam familiarizados com os efeitos secundários das diversas drogas, os exames de ressonância magnética detectaram altos níveis de actividade nessa parte do cérebro.
 

 

Mas, à medida em se familiarizavam com os efeitos dos fármacos fictícios não ficavam tão surpreendidos com os resultados e a actividade no córtex pré-frontal dorsolateral diminuía.
 

 

Na parte final do estudo, a região cerebral tornou-se mais activa quando os indivíduos ficaram estupefactos com as respostas inesperadas.
 

 

Com este estudo, os investigadores quiseram demonstrar que a informação inesperada é muito importante para a aprendizagem.
 

 

Paula Pedro Martins
 

 

MNI - Médicos Na Internet
 

 

Fonte: Nature
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.