Apneia obstrutiva do sono associada a problemas comportamentais

Estudo publicado na revista científica “Sleep”

04 abril 2013
  |  Partilhar:

A apneia obstrutiva do sono, um distúrbio respiratório do sono comum, está associada a índices elevados de problemas comportamentais em crianças, problemas de aprendizagem e de adaptação, refere um estudo publicado na revista científica “Sleep”.
 

Para este estudo, os investigadores da University of Arizona, nos EUA, contaram com a participação de 263 crianças caucasianas e hispânicas, que tinham entre seis e 11 anos de idade. Os participantes foram incluídos num estudo sobre o sono, tendo também sido testadas as suas características neurocomportamentais.
 

Ao logo dos cinco anos do período de acompanhamento, foi verificado que 23 crianças tinham desenvolvido apneia do sono incidente e 21 apneia do sono persistente. Quarenta e uma crianças deixaram de ter ser problemas de respiração durante o sono, quando analisadas no final do estudo.
 

O estudo apurou que nas crianças com apneia do sono incidente, o risco geral de desenvolverem problemas comportamentais era quatro a cinco vezes mais elevado em comparação com as outras crianças. Nas crianças com apneia do sono persistente esse risco era seis vezes maior.
 

Os investigadores verificaram que, comparativamente com as crianças que nunca tinham tido distúrbios respiratórios do sono, as que tinham apneia de sono apresentavam um maior risco de desenvolverem problemas comportamentais, os quais foram reportados pelos seus pais. Estes problemas envolviam: atenção, comportamentos indisciplinados, hiperatividade, competências sociais, autocuidados e comunicação.
 

As crianças com apneia de sono persistente tinham um risco sete vezes maior de apresentarem problemas de aprendizagem e um risco três vezes maior de terem avaliações escolares médias ou fracas.
 

"Este estudo fornece algumas informações úteis aos profissionais de saúde e aos pais sobre as opções de tratamento para crianças com distúrbios respiratórios do sono, as quais apresentam um risco considerável de terem problemas comportamentais associados. As instituições de ensino devem também ter em conta que a apneia do sono pode contribuir para a hiperatividade, problemas de aprendizagem e distúrbios comportamentais e emocionais dentro da sala de aula”, conclui, a líder do estudo, Michelle Perfect.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.