Aparelho lê sinais vitais à distância

Equipamento está a ser testado pelo hospital da Covilhã

19 fevereiro 2013
  |  Partilhar:

O hospital da Covilhã está a testar um equipamento que transmite os sinais vitais de doentes e inclui um programa para prever a evolução do estado de saúde.
 

A notícia avançada pela agência Lusa refere que a leitura que cada médico ou enfermeiro faz quando se desloca junto de cada doente pode passar a ser feita à distância. O doente até pode estar em casa ou numa ambulância e o aparelho móvel transmite a frequência cardíaca, temperatura, níveis de oxigénio e outros para um servidor no hospital.
 

Num servidor, uma fórmula matemática relaciona os diferentes sinais vitais e, numa escala de zero a cinco, mostra o estado do paciente - sendo o nível de alerta a partir do nível três para cima.
 

O médico pode vigiar todos os doentes numa só tela ou num aparelho móvel, quer esteja dentro ou fora do hospital.
 

O sistema Dyna-Vision já funciona em hospitais alemães, holandeses e italianos e está a ser testado pela primeira vez em Portugal.
 

Para além da autonomia e portabilidade do aparelho que acompanha o doente - que se recarrega e liga como um telemóvel, com tamanho e peso semelhante -, a leitura dos dados "é muto mais facilitada", referiu à agência Lusa a enfermeira Cláudia Gaio.
 

O enfermeiro diretor da unidade de saúde, António Rodrigues, destaca os benefícios para a segurança e qualidade de vida dos pacientes.
 

"Os doentes estarão mais seguros, tanto aqui como em casa, sabendo que estão a ser monitorizados", o que contribui para "uma melhor qualidade de vida", sublinhou.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.