Antidiabético deverá ser retirado do mercado

Recomendações da Agência Europeia do Medicamento

26 setembro 2010
  |  Partilhar:

O antidiabético Avandia comercializado em Portugal deverá ser retirado do mercado de acordo com as recomendações da Agência Europeia do Medicamento (EMA), dá conta uma notícia avançada pela agência Lusa.

 

O Avandia, que tem como princípio activo a rosiglitazona, é usualmente prescrito para os indivíduos que sofrem de diabetes tipo 2. Mas, segundo um comunicado divulgado pela EMA, este medicamento vai deixar de estar disponível na Europa nos próximos meses.

 

A Agência recomenda aos pacientes que usam este fármaco que consultem os seus médicos para definirem tratamentos alternativos adequados. No entanto, a EMA aconselha estas pessoas a não deixarem de tomar o medicamento sem antes consultarem um profissional.

 

Recentemente, tem havido acesas discussões sobre a possível associação entre a toma deste medicamento e um aumento da incidência do risco de enfarte agudo do miocárdio e morte cardiovascular.

 

Contudo, enquanto este risco não está ainda perfeitamente confirmado, a Sociedade Portuguesa de Diabetologia lembra a necessidade de se cumprirem escrupulosamente as indicações terapêuticas do rosiglitazona. Este fármaco não deverá ser prescrito em doentes com história ou potencial insuficiência cardíaca e a sua toma deverá ser interrompida caso o paciente acuse algum sinal ou sintoma de doença cardiovascular.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.