Antidepressivos do futuro

Medicamentos contém componente semelhante à cannabis

06 dezembro 2002
  |  Partilhar:

Os antidepressivos do futuro terão como objectivo manter activa uma substância produzida pelo cérebro, a anandamida, muito parecida com o componente psicoactivo da marijuana (THC).
 

 

Pela primeira vez, descobriu-se como a ansiedade e a depressão são controladas mediante a libertação deste composto natural que intervém na percepção da dor, no estado de humor e também em outras funções psicológicas.
 

 

A utilização desta substância com inibidores da enzima que a neutraliza supõe um importante avanço na terapia para combater a ansiedade e a depressão, afirma um estudo que será publicado na revista Nature em Fevereiro.
 

 

Apesar dos resultados positivos do THC no tratamento da ansiedade, os investigadores preocuparam-se em encontrar uma forma de evitar os efeitos secundários derivados do uso da marijuana ou do haxixe, objectivo que conseguiram graças ao estudo da anandamida, um neurotransmissor que funciona com propriedades semelhantes à cannabis no corpo humano sem o ser na realidade.
 

 

Ao mesmo tempo, os investigadores detectaram a possibilidade de aumentar os efeitos da anandamida, através da neutralização de uma enzima que desactiva a substância.
 

 

Fonte: Diário Digital
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.