Antidepressivo aumenta desejo sexual na mulher

Estudo publicado na revista “BJU International”

04 março 2010
  |  Partilhar:

O antidepressivo bupropiona, usado no tratamento dos sintomas de privação tabágica, ajuda a aumentar o desejo sexual em mulheres jovens com a condição denominada “desejo sexual hipoactivo”, de acordo com um estudo publicado no “British Journal of Urology International”.

 

No estudo aleatório, liderado por Mohammad Reza Safarinejad, da Universidade Shahid Beheshti, em Teerão, foram seguidas 232 mulheres, com idades entre os 20 e os 40 anos, que foram divididas em dois grupos: durante 12 semanas, um grupo tomou bupropiona de libertação prolongada e o outro um placebo. Todas as participantes tinham a doença diagnosticada, mas não tinham depressão nem outras doenças graves.

 

No início do estudo, ambos os grupos de mulheres apresentaram o mesmo nível de função sexual (menos de 16), segundo uma escala estandardizada. O nível normal para uma mulher com uma relação estável é de 33,6. Passadas 12 semanas, o nível subiu para 33,9 no grupo tratado com o antidepressivo e para 16,9 no grupo de controlo.

 

Em certos casos, a falta de desejo está associada a distúrbios como a depressão ou é um efeito secundário da toma de fármacos anti-hipertensivos e de alguns antidepressivos conhecidos como inibidores selectivos da recaptação de serotonina, entre os quais constam a sertralina, a paroxetina e a fluoxetina.

 

Segundo o líder da investigação, em comunicado enviado à imprensa, o tratamento para a depressão com bupropiona poderá ajudar a resolver este problema.

 

Embora não se conheça ainda a razão pela qual a bupropiona actua sobre o desejo sexual, sabe-se que age no organismo através de um mecanismo diferente do dos restantes antidepressivos, dado que, em vez de operar sobre a seratonina, actua sobre a dopamina e a norepinefrina.

 

Alguns estudos sugerem que a dopamina é a chave para activar o "centro do prazer" no cérebro, porque só se liberta perante "recompensas" como a comida e o sexo.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 6Média: 3.5
Comentários 3 Comentar

DEPRESSAO

POW,O MEU AINDA NAO VOLTOU,A MINHA DEPRESSAO AINDA TBM NAO NORMALIZAOU E MAS,O NERVOSSIMO TA MELHORANDO SERA Q E ISSO Q TA ME AFETANDO.

Aumento no libido

Percebi uma grande diferença no libido!aumento no dejejo sexual!!

Aumento no libido

Percebi uma grande diferença no libido!aumento no dejejo sexual!!

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.