Anticorpos combatem doença de Alzheimer e Parkinson

Estudo publicado nos “Proceedings of the National Academy of Sciences”

07 dezembro 2012
  |  Partilhar:

Investigadores americanos desenvolveram anticorpos capazes de impedir a formação de proteínas tóxicas associadas à doença de Alzheimer, Parkinson e diabetes tipo 2, dá conta um estudo publicado nos “Proceedings of the National Academy of Sciences”.
 

O início destas doenças está associado com a acumulação de proteínas que afetam as células cerebrais, no caso de Alzheimer e Parkinson, e as do pâncreas na diabetes tipo 2. Os anticorpos que são habitualmente utilizados pelo sistema imunológico para combater os agentes externos, como bactérias e vírus, são armas promissoras para impedir a formação de proteínas tóxicas. Contudo, são necessárias concentrações elevadas de anticorpos para inibir completamente a formação destas proteínas tóxicas.
 

Assim, neste estudo os investigadores da Rensselaer Polytechnic Institute, nos EUA, tiveram como objetivo desenvolver um novo método de produção de anticorpos para ultrapassar esta limitação. Cada anticorpo liga-se tipicamente a um ou dois alvos proteicos. Contudo, estes novos anticorpos desenvolvidos são capazes de se ligar a 10 proteínas.

O aumento de eficácia destes anticorpos permite impedir a formação de proteínas tóxicas a concentrações invulgarmente baixas. Este é assim um grande avanço na criação de novas moléculas terapêuticas para a prevenção de doenças como a doença de Alzheimer e Parkinson.
 

"É extremamente difícil os anticorpos atingirem o cérebro. Quando os anticorpos são administrados intravenosamente apenas 5% da quantidade atinge o cérebro. Assim, é necessário produzir anticorpos eficazes, para que a pequena fração que atinge o cérebro seja capaz de impedir a formação das proteínas tóxicas. A nossa estratégia explorou as mesmas interações moleculares que causam a formação das partículas tóxicas, resultando assim em anticorpos mais eficazes que os habitualmente utilizados”, explicou, o líder do estudo, Peter Tessier.

 

ALERT Life Sciences Computing S.A.

Partilhar:
Classificações: 3Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.