Antibióticos contra agentes biológicos seguros durante a gravidez

Estudo da Vanderbilt University

12 setembro 2006
  |  Partilhar:

 

Os antibióticos recomendados em caso de exposição a agentes usados para fins de bioterrorismo, como o Antrax, são seguros e não deverão por isso provocar malformações, mesmo quando administrados no primeiro trimestre da gravidez, segundo um estudo norte-americano.
 

 

De acordo com William Cooper, da Vanderbilt University, Nashville, Tennessee, EUA, antes deste estudo não existia qualquer informação sobre os riscos de exposição a estes medicamentos durante os primeiros três meses de gestação, no caso destes serem administrados para minimizarem os efeitos de agentes utilizados no bioterrorismo.
 

 

O especialista, que apresentou os resultados do estudo em Lisboa, deu o exemplo de três possíveis agentes que podem ser usados no bioterrorismo: Antrax, Versinia (responsável pela Peste Bubónica) e a Tularemia (infecção bacteriana causada pelo microrganismo Francisella tularensis).
 

A investigação concluiu que o consumo dos antibióticos - como a Ciprofloxacina ou Azitromicina não tem uma relação directa com a malformação dos bebés que estavam no primeiro trimestre de gestação quando a mãe os consumiu.
 

 

Fontes: Lusa e Imprensa Internacional
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.