Antibiótico pode ajudar a aliviar cólon irritável

Estudo publicado no “New England Journal of Medicine”

19 janeiro 2011
  |  Partilhar:

A toma de um antibiótico específico conseguiu aliviar os sintomas da síndrome do intestino irritável (SII), uma doença gastrointestinal bastante comum na população, durante mais de dois meses após o fim do tratamento, sugere um estudo publicado no “New England Journal of Medicine”.

 

Os investigadores asseguram que a rifaximina, fármaco desenvolvido pela Salix Pharmaceuticals, é o primeiro tratamento para a SII que actua sobre a causa subjacente da doença em vez de se concentrar nos sintomas.

 

O estudo envolveu 1.260 pessoas com SII. Cada um dos participantes tomou rifaximina ou placebo três vezes por dia durante duas semanas. Durante as quatro semanas de tratamento, cerca de 41% dos que tomaram rifaximina referiram "alívio adequado" dos sintomas da SII, em comparação com cerca de 32% dos participantes do grupo placebo.

 

Quando questionados sobre o inchaço (um dos sintomas mais incomodativos da SII), cerca de 40% do grupo rifaximina disse que tinha encontrado alívio para o problema, em comparação com 30% dos participantes do grupo placebo. As pessoas do grupo rifaximina também relataram menos dor abdominal e perda de fezes líquidas. Os efeitos da terapia antibiótica permaneceram dez semanas após a interrupção do tratamento.

 

Os tratamentos actuais, inclusive antidiarreicos e laxativos, simplesmente tratam os sintomas da SII e actuam apenas durante o período da medicação, segundo contou, em comunicado, uma das autoras do estudo, a gastrenterologista Yehuda Ringel, da University of North Carolina en Chapell Hill, EUA.  "Este estudo mostra que os antibióticos funcionam em pacientes com SII, sugerindo que a flora intestinal tem a ver com a causa desta condição", disse Ringel, acrescentando que se “o efeito durou mais de dez semanas após a interrupção da medicação, sugere que estamos a mudar algo na anormalidade subjacente."

 

O laboratório farmacêutico solicitou a aprovação da Food and Drug Administration (órgão responsável pelo contro dos alimentos e medicamentos dos EUA) para o uso do medicamento no tratamento da SII. O fármaco está actualmente aprovado para o tratamento da diarreia do viajante e da encefalopatia hepática, um distúrbio cerebral causado por doenças do fígado.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 1 Comentar