Anti-retrovirais contra VIH reduzem em 92% transmissão do vírus

Estudo publicado no “Lancet”

01 junho 2010
  |  Partilhar:

Investigadores do Fred Hutchinson Cancer Research Center, em Seattle, EUA, verificaram que os seropositivos em tratamento com anti-retrovirais apresentam um risco 92% menor de transmissão do VIH (vírus causador da sida) aos seus parceiros.

 

Os anti-retrovirais ajudam a baixar os níveis do vírus no sangue e nos fluidos corporais, como o sémen ou o muco vaginal, dificultando, assim, a transmissão do vírus a pessoas não infectadas.

 

Para o estudo, os cientistas avaliaram mais de 3.400 casais heterossexuais de sete países africanos. Em cada casal, apenas um dos membros estava infectado com VIH. Durante os dois anos de acompanhamento, 349 pacientes iniciaram o tratamento com anti-retrovirais e os restantes infectados receberam um placebo.

 

Ao longo da experiência, e a cada três meses, os investigadores recolheram amostras de sangue do parceiro não infectado para verificarem se tinha ou não contraído a infecção. A pesquisa foi acompanhada por um comité de ética e incluiu consultas sobre sexo seguro.

 

No final dos dois anos de estudo, 103 pessoas sem o vírus no início da experiência foram infectadas pelos seus parceiros, tendo-se registado apenas um caso de transmissão no grupo que tomava os anti-retrovirais.

 

Em declarações à Eurekalert, a líder da investigação, Deborah Donnel, refere que este estudo fornece dados que deverão ser integrados nas estratégias de luta contra o aumento dos casos de VIH. Mas sublinha que, apesar da importância da medicação, o perigo existe e, por isso, a prática de sexo seguro é essencial.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.