Anti-hipertensores atrasam progressão da retinopatia diabética

Estudo publicado no "New England Journal of Medicine"

04 julho 2009
  |  Partilhar:

Dois medicamentos anti-hipertensores do laboratório farmacêutico Merck prescritos a diabéticos para prevenir problemas renais não são eficazes para esta condição, mas funcionam na prevenção de problemas nos olhos.

 

O vasotec, que tem como princípio activo o enalapril, e o cozaar, cujo princípio activo é o losartan, atrasaram a progressão dos danos nos olhos causados pela diabetes em mais de 65% dos pacientes, de acordo com um estudo parcialmente financiado pelo laboratório.

 

A investigação, publicada no “New England Journal of Medicine”, testou se os doentes com diabetes tipo 1 que tomavam os dois medicamentos numa fase precoce da doença apresentavam uma desaceleração na deterioração dos rins. Contudo, a pesquisa mostrou que os fármacos eram tão eficazes quanto o placebo.

 

Pouco tempo depois de o estudo ter sido iniciado, os investigadores, liderados por Michael Mauer, da University of Minnesota, decidiram testar também os fármacos para a retinopatia diabética.

 

Depois de acompanharem 285 pacientes durante cinco anos, os resultados indicaram que a retinopatia progrediu significativamente em 38% dos pacientes que recebiam placebo, em apenas 25% dos que tomavam enalapril e em 21% dos que tomavam losartan.

 

Dado que os medicamentos não devem ser tomados por pessoas que tenham retinopatia avançada, os cientistas, citados pela imprensa internacional, avisam que serão necessários mais estudos antes de ser possível prescrever os fármacos por rotina.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.