Ansiolíticos esgotados nas farmácias portuguesas
14 maio 2002
  |  Partilhar:

Alguns medicamentos da classe das benzodiazepinas, substâncias usadas principalmente para tratamento da ansiedade e perturbações do sono, estão esgotados nas farmácias. Quem tentar encontrar fármacos como o Xanax, Lexotan, Valium, Unisedil ou Kainever terá muitas dificuldades. "São medicamentos muito procurados e, como são ansiolíticos, se os doentes não os conseguem comprar, ficam logo desesperados", explicou ao jornal Público o ajudante técnico da Farmácia Galeno, em Lisboa, Carlos Alberto Reis. "Há uma grande procura. Até pelo telefone, as pessoas querem saber se temos estes medicamentos".
 

 

Segundo a farmacêutica adjunta da Farmácia Aliança, no Porto, "já há três ou quatro meses que vão faltando, uns e outros: primeiro falta um; depois já há esse, mas falta o outro". Apesar de não ter nenhuma "explicação oficial", o que tem sabido junto dos armazenistas é que é preciso uma autorização específica, já que se trata de substâncias submetidas a controlo especial, o que tem tornado mais demorada a chegada dos lotes à farmácia.
 

 

O Instituto Nacional da Farmácia e do Medicamento (Infarmed) diz apenas que, em relações a estas autorizações, está tudo normal e que não recebeu nem das farmácias nem dos distribuidores informações de rupturas de "stock" em relação ao Xanax, Valium, Unisedil nem Kainever, não adiantando nada sobre o Lexotan.
 

 

Veja mais no : Público
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.