Ansiedade e depressões tendem a aumentar em desempregados com mais de 50 anos

Estudo da Universidade do Minho

23 maio 2011
  |  Partilhar:

A ansiedade e as depressões tendem a aumentar nos desempregados com mais de 50 anos, revelam as conclusões preliminares do doutoramento de Rita Borges, do Departamento de Sociologia da Universidade do Minho (UMinho), divulgadas pela agência Lusa.

 

A socióloga está a desenvolver um estudo sobre os impactos do desemprego em fim de carreira na saúde, que conta com a colaboração da Universidade de Oxford, Inglaterra, refere a UMinho em comunicado de imprensa. A primeira amostra estudada envolveu antigos funcionários da indústria metalúrgica de Braga, mas a investigação será alargada a nível nacional.

 

“O desemprego nas pessoas com mais de 50 anos pode conduzir a uma perda de poder de compra e condicionar o acesso a cuidados de saúde ou a uma alimentação completa e a estilos de vida saudáveis. Além disso, pode também aumentar a ansiedade e os estados depressivos, associados a doenças cardiovasculares e a demência”, realça Rita Borges à Lusa.

 

A investigadora explica que a crise económica agrava a situação, dado que “os cortes previstos nos subsídios de desemprego podem vir a ameaçar a subsistência e a estabilidade das populações mais fragilizadas economicamente, nomeadamente aquelas com maior dificuldade em reingressar no mercado de trabalho”.

 

“Esta geração teve acesso, na sua maioria, a uma escola básica ou preparatória e a trajectos profissionais pautados pelo trabalho manual, pelo que tem dificuldades acrescidas em reconverter as suas competências no sistema de trabalho actual”, salienta Rita Borges.

 

Rita Borges sugere a “implementação de políticas de emprego e de apoio ao desemprego que correspondam às necessidades específicas desta camada mais velha, de forma a impedir o mal-estar e a deterioração da saúde”. A socióloga defende ainda que devem existir meios de fiscalização relativamente à gestão etária das empresas e sanções aplicadas no caso de se detectar este tipo de discriminação.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.