Ansiedade dos pais causa stress nos filhos

Estudo publicado no “Child Psychiatry and Human Development”

07 novembro 2012
  |  Partilhar:

Os pais com distúrbios de ansiedade social colocam os seus próprios filhos em risco de desenvolverem stress, sugere um estudo publicado no “Child Psychiatry and Human Development”.
 

Estudos anteriores já tinham demonstrado que havia uma associação entre ansiedade parental e a dos filhos. Contudo, ainda não sabia que determinados tipos de ansiedade eram mais propensos a provocar comportamentos de ansiedade.
 

Neste estudo, os investigadores do John Hopkins Children's Center, nos EUA, analisaram as interações entre 66 pais, dos quais 21 sofriam de ansiedade social, e 66 filhos que tinham idades compreendidas entre os sete e os doze anos de idade.
 

O estudo apurou que os pais com ansiedade social eram menos carinhosos e afetivos para com os seus filhos, criticavam mais e questionavam a capacidade de as crianças completarem uma determinada tarefa. Como resultado, a ansiedade das crianças aumentava e caso esta se tornasse crónica poderia aumentar o risco das crianças desenvolveram um distúrbio de ansiedade avançado.
 

Os investigadores chamaram atenção para o facto de o estudo não ter especificamente analisado se os comportamentos dos pais causavam ansiedade nos filhos, contudo isso ficou provado.
 

Na opinião dos autores do estudo, os médicos que tratam de pais com problemas de ansiedade social deveriam ser alertados quanto à possibilidade dos filhos desses pacientes serem influenciados.
Segundo o líder do estudo, Golda Ginsburg, “ a ansiedade social parental deveria ser considerada um fator de risco para a ansiedade na infância”.
 

Os investigadores acrescentam que a ansiedade é resultante da interação dos fatores genéticos e ambientais. Apesar dos fatores genéticos não poderem ser controlados, os fatores ambientais podem ser alterados de forma a diminuir ou impedir a ansiedade dos filhos.
 

“As crianças que têm mais propensão para a ansiedade não ficam mais ansiosas devido aos seus genes, o que é necessário é impedir que os catalisadores ambientais, neste caso, os comportamentos dos pais, desbloqueiem os mecanismos genéticos responsáveis por esta doença”, conclui a investigadora.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.