Anorexia começa na primeira infância

Crianças de seis anos podem vir a ser vítimas da doença

16 maio 2005
  |  Partilhar:

 

 

 

 

 

A insatisfação com o corpo começa na infância. Um estudo feito na Austrália revela que raparigas com apenas seis anos já têm indícios de poder vir a sofrer de anorexia.
 

 

 

Meninas com apenas seis anos de idade dizem-se insatisfeitas com o próprio corpo e que gostariam de ser mais magras, segundo um artigo publicado na Revista Britânica de Desenvolvimento Psicológico.
 

 

Uma equipa de cientistas da Universidade de Flinders, na Austrália, entrevistou mais de 80 meninas, com idades entre cinco e os oito anos. O estudo apontou que 47 por cento delas gostariam de ser mais magras, e que a maioria das raparigas acredita no facto de que ser mais elegante as pode tornar mais populares.
 

 

A Associação Britânica de Distúrbios Alimentares já tinha alertado para a existência de casos de anorexia registados em crianças pequenas, ou seja, com menos de oito anos.
 

 

Por causa da idade das meninas entrevistadas, os cientistas investigavam se elas sabiam da relação entre a imagem corporal e o facto de ser alvos de piadas ou provocações, sem enfatizar, porém, as experiências pessoais.
 

 

As crianças também tiveram de responder a um questionário sobre o que acham do nível de insatisfação com o próprio corpo, entre as amigas da mesma idade, além de contar o quanto esse assunto é discutido entre elas. Os cientistas também perguntaram sobre o que sabiam sobre dietas.
 

 

Cerca de 45 por cento disse que faria dieta se engordasse, principalmente entre as crianças mais velhas do grupo. E muitas mostraram acreditar que ser magra pode torná-las mais queridas, mas muito poucas disseram conversar sobre o seu corpo com as amigas.
 

 

As meninas de cinco anos foram as que menos mostraram insatisfações com o próprio corpo. «Até ao momento, a maioria dos estudos concentravam-se na adolescência, já que essa é uma fase com mais probabilidades de insatisfação com o próprio corpo», explicou à BBC, a investigadora Hayley Dohnt, que liderou o estudo.
 

 

O que para a cientista é novo é o facto de crianças tão pequenas poderem também elas serem influenciadas pelas colegas de escola. «O maior acontecimento da vida de uma menina entre os cinco e os sete anos é a entrada na primeira classe da escola primária, altura em que começa a insatisfação com o próprio corpo».
 

 

Para a Associação Britânica de Distúrbios Alimentares, a baixa auto-estima é um dos principais desencadeadores de anorexia, sendo provocada principalmente por imagens publicitárias, pressão das amigas e situações familiares. Mas, segundo a entidade, a fase mais crítica para o aparecimento de distúrbios alimentares é entre os 13 e 15 anos.
 

 

Traduzido e adaptado por:
 

Paula Pedro Martins
 

Jornalista
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.