Anfetaminas podem aumentar risco de Parkinson

Estudo apresentado na reunião anual da Academia Americana de Neurologia

23 fevereiro 2011
  |  Partilhar:

As pessoas que tomaram anfetaminas, como a benzedrina e a dexedrina, parecem ter um risco aumentado de desenvolver a doença de Parkinson, segundo um estudo realizado pelo Kaiser Permanente Northern California, em Oakland, que foi tornado pública durante a reunião anual da Academia Americana de Neurologia realizada em Honolulu, EUA.

 

A benzedrina e dexedrina são anfetaminas frequentemente prescritas para melhorar o estado de vigília e o foco em pessoas com hiperactividade e deficit de atenção e narcolepsia, esta última é uma patologia que provoca sonolência diurna excessiva e ataques súbitos de sono. As anfetaminas também são usadas no tratamento de lesões cerebrais.

 

O estudo envolveu 66.348 pessoas do norte da Califórnia que tinham participado num estudo entre 1964 e 1973 e que foram avaliados novamente em 1995. A idade média dos participantes no início do estudo era de 36 anos. Do total de indivíduos, 1.154 pessoas tinham sido diagnosticados com a doença de Parkinson, no final do estudo.

 

A exposição às anfetaminas foi determinada por duas questões: uma sobre o consumo de medicamentos para perda de peso e uma segunda questão sobre se as pessoas tomaram frequentemente benzedrina ou dexedrina. As anfetaminas foram os medicamentos mais utilizados para perder peso quando a informação foi recolhida.

 

De acordo com o estudo, essas pessoas que relataram o consumo destes dois fármacos tinham quase 60% de probabilidade de desenvolver Parkinson, em comparação com aquelas que não consumiram os medicamentos. Em comunicado enviado à imprensa, Stephen K. Van Den Eeden, autor do estudo, disse que as anfetaminas afectam a libertação e recaptação da dopamina, o neurotransmissor chave envolvido na doença de Parkinson. Contudo, de acordo com o cientista, mais estudos serão necessários para confirmar a associação e descobrir mais sobre os possíveis mecanismos envolvidos.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.