Análise às fezes detecta cancro do cólon

Estudo publicado no “Canadian Medical Association Journal”

09 agosto 2011
  |  Partilhar:

m novo estudo confirma que as análises menos dispendiosas para detectar sangue oculto nas fezes (os testes PSQF) também identificam o cancro do cólon. Os resultados reforçam a utilidade dos testes PSQF (na sigla em inglês, FOBT) como uma opção para a detecção precoce do cancro do cólon.

 

O PSQF detecta sangue oculto na matéria fecal, que pode ser sinal de pólipos (tumores pré-cancerosos) ou cancro do cólon. Se o resultado for positivo, a colonoscopia é realizada para determinar a origem do sangue.

 

Nos últimos anos, a eficácia desses testes tem vindo a melhorar. Uma nova versão, denominada teste imunoquímico de sangue oculto nas fezes (iFOBT, na sigla em inglês), supera a sensibilidade da versão anterior.

 

No estudo, liderado por Yi-Chia Lee, do Hospital da Universidade Nacional de Taiwan, foram analisados quase 2.800 adultos que voluntariamente realizaram o novo teste, uma colonoscopia e endoscopia digestiva.

 

Os autores confirmaram que 28 participantes tinham tumores do cólon após a colonoscopia; todos, menos um, obtiveram resultados positivos com o novo teste. "Isso significa que quase todos os casos de cancro do cólon podem ser identificados com o teste imunoquímico de sangue oculto nas fezes ", garantiu o investigador, em comunicado de imprensa.

 

Os investigadores também descobriram que a "especificidade" do novo teste para o cancro do cólon foi de quase 90%. Nenhum dos três participantes aos quais foram detectados tumores do estômago ou do esófago, por exemplo, obteve um resultado positivo no novo teste.

 

O risco de que o novo teste conduzisse a falsos positivos, que levam a estudos desnecessários, foi de 10%. Nesses casos, os factores de risco identificados foram o uso de anticoagulantes e baixos níveis de hemoglobina no sangue.

 

O ponto positivo do uso deste teste é ser substancialmente mais barato que a colonoscopia tradicional e menos invasiva. O ponto negativo é que não consegue identificar tumores no estômago e no esófago.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 3Média: 3
Comentários 1 Comentar