Análise ao sangue determina gravidade da apendicite

Estudo do hospital universitário de Sahlgrenska

28 junho 2010
  |  Partilhar:

Os sintomas de apendicite são muitas vezes difusos, o que dificulta o diagnóstico e o tratamento precoces da doença. Um estudo do hospital universitário de Sahlgrenska, na Suécia, refere ser possível prever a gravidade da apendicite através de um teste sanguíneo, permitindo assim o melhor tratamento para cada pessoa.

 

Os sintomas típicos da apendicite não são evidentes em cerca de um terço dos pacientes mas, quando apresentam a sintomatologia, muitos são encaminhados para cirurgia. Contudo, se os médicos tivessem conhecimento da gravidade da doença, eles poderiam optar, por exemplo, por um tratamento com antibióticos.

 

Neste estudo, liderado por Anna Solberg, foram analisados 100 pacientes que apresentaram apendicite. Os voluntários foram divididos em quatro grupos para que as análises pudessem ser realizadas em diferentes fases da inflamação do apêndice. Os resultados dos testes sanguíneos mostraram que existe um desequilíbrio entre as enzimas proteases e a antiprotease. É precisamente a presença deste desequilíbrio que reflecte o grau de inflamação no sangue.

 

Para a líder da investigação, embora sejam necessários mais estudos para confirmar os dados actuais, a quantidade de antiprotease no sangue pode tornar-se parte do futuro diagnóstico clínico de apendicite.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.