Analgésico potente descoberto em molusco
26 fevereiro 2002
  |  Partilhar:

Um analgésico extraído do veneno de um molusco que vive na Grande Barreira de Coral, na Austrália, mil vezes mais eficaz do que a morfina, poderá ser comercializado daqui a cinco anos, anunciou, ontem, o laboratório farmacêutico Medica Holding Ldt.
 

 

Segundo este laboratório, os ensaios pré-clínicos deste analgésico susceptível de ser utilizado em pessoas que sofrem de cancro, artrite ou sida, deverão iniciar-se esta semana e as experiências com seres humanos no prazo de 18 meses.
 

 

De acordo com a mesma empresa, a sociedade de pesquisa Xenome, na qual a Medica tem uma participação de 40 por cento, identificou uma molécula proveniente do veneno deste molusco que pode ser utilizada para as dores de origem neuropáticas. O animal utiliza o veneno para imobilizar a sua presa antes de a devorar.
 

 

O director do laboratório afirma que o mercado deste analgésico representa cerca de dez milhares de milhões de dólares no mundo, referindo que esta descoberta não vai perturbar a Grande Barreira, já que a Xenome necessita simplesmente de um molusco para obter a molécula e que, após determinarem a sequência genética do molusco, os investigadores poderão reproduzi-la em laboratório.
 

 

Fonte: Público
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.