Amido de batata é coagulante

Produto dispara mecanismo que pára sangramento

20 outubro 2002
  |  Partilhar:

Um pó extraído da batata parece contribuir para a coagulação do sangue, cicatrizando pequenos cortes e auxiliando em procedimentos cirúrgicos, sugere um novo estudo.
 

 

Uma vez pincelado sobre o corte, o pó age como uma «esponja» que remove o sangue, disparando um mecanismo de coagulação inicial. Posteriormente, ocorre o processo normal da coagulação sanguínea, e as amilases, um tipo de enzima, decompõem o pó.
 

 

«É um novo mecanismo de acção», observou o investigador Mark Ereth, um anestesiologista na Clínica Mayo, em Rochester, no Estado norte-americano do Minnesota. «É muito eficiente e não parece produzir efeitos secundários».
 

 

No estudo, Ereth e colaboradores testaram a eficácia e segurança do produto no tratamento de cortes superficiais na pele em 30 voluntários adultos e saudáveis. Foram feitos dois cortes idênticos no antebraço dos voluntários. As incisões, com cinco milímetros de comprimento e um milímetro de profundidade, tinham cerca de dois milímetros de separação entre si. Inicialmente secou-se o sangue e o pó foi aplicado imediatamente num dos cortes. Ambas as incisões foram tratadas com pressão.
 

 

Os investigadores registraram, então, o tempo que cada corte demorou a parar de sangrar e fotografaram os ferimentos depois de 10 minutos, após 7 dias e, finalmente, depois de 30 dias.
 

 

A maioria dos cortes tratados com o pó parou de sangrar quase imediatamente, relataram os cientistas. Já nos ferimentos tratados apenas com pressão, o sangramento só foi interrompido depois de quase seis minutos, em média.
 

 

O pó de cor creme consiste em amido de batata purificado e prensado sob a forma de partículas esféricas. O produto foi aprovado para venda sem receita médica pela FDA (Food and Drug Administration), agência norte-americana reguladora dos medicamentos e alimentos e deverá chegar ao mercado norte-americano nos próximos meses. De acordo com Ereth, o produto tem autorização para ser vendido sem receita médica na Europa e no Canadá. Destinado para o uso em situações de traumas e cirurgias, o novo fármaco também é aconselhado ao tratamento de sangramento pós-operatório e em cirurgias dermatológicas.
 

 

Deste modo, o medicamento será uma alternativa aos produtos à base de colágeno e outras substâncias de origem animal actualmente disponíveis no mercado.
 

 

Além disso, assegurou o responsável, este coagulante pode ter aplicações militares. « Os médicos e enfermeiros que trabalham durante acções militares gastam muito tempo ao aplicar a pressão nos ferimentos, e o produto pode libertar os profissionais desta função.»
 

 

O investigador sugeriu que o produto pode coagular sangue na superfície de vários ferimentos de maneira rápida, segura e eficiente e também pode eliminar a necessidade de transfusões sanguíneas de risco.
 

 

Uma grande vantagem do produto, afirmou o cientista à Reuters, é que «ao contrário da maioria dos agentes coaguladores, não é necessária nenhuma preparação ou refrigeração».
 

 

Traduzido e adaptado por:
 

Paula Pedro Martins
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.