AMI atendeu cerca de três mil novos casos de pobreza em 2003

Números revelados esta semana

17 junho 2004
  |  Partilhar:

A Assistência Médica Internacional (AMI) atendeu, no ano passado, cerca de três mil novos casos de pobreza registados entre portugueses, imigrantes de Leste e africanos, principalmente mulheres, foi divulgado esta semana.Segundo o balanço do projecto de apoio social da AMI, em 2003, 2.925 pessoas recorreram pela primeira vez aos centros Porta Amiga de Lisboa, Cascais, Almada, Porto Coimbra, Funchal e ao Abrigo da Graça (Lisboa).Os portugueses continuam a ser o grupo mais apoiado pela AMI, seguidos dos imigrantes de Leste, que apesar de verem o seu número reduzido de 945 casos, em 2002, para 525, em 2003, continuam a ser o segundo grupo mais numeroso de utentes.Segundo a AMI, a redução dos atendimentos a estes cidadãos prende-se «provavelmente com as políticas de imigração mais restritivas que se seguiram ao boom de cidadãos provenientes dessa região no final de 2000». Por seu lado, os cidadãos dos Países de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) recorreram mais ao apoio da AMI, passando de 256 pessoas, em 2002, para 348, em 2003.Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.