Amendoim pode ajudar a combater a tuberculose

Estudo aponta novo suplemento ao tratamento da doença infecciosa

12 março 2003
  |  Partilhar:

Um elemento químico encontrado no amendoim pode ser eficaz no tratamento de tuberculose, segundo os resultados de um estudo recente.
 

 

A tuberculose é a causa de morte de milhões de pessoas em todo o mundo. Entretanto, os que são expostos à bactéria que causa a doença não apresentam os sintomas e isso sugere que o sistema imunológico é suficientemente forte para evitar que a bactéria cause a doença.
 

 

O óxido nítrico (NO) é o elemento que teria um papel fundamental na mobilização das defesas naturais do corpo e os cientistas acreditam que a deficiência desse elemento químico torna as pessoas vulneráveis à tuberculose.
 

 

Em teoria, explicam os cientistas, aumentando os níveis de óxido nítrico poderia resolver o problema. Outra forma seria dar cápsulas de um aminoácido presente no amendoim, chamado arginina, que pode ser usado pelo corpo para produzir óxido nítrico.
 

 

Cientistas da Universidade de Linkoeping, na Suécia, testaram a teoria num estudo que envolveu 120 pacientes em tratamento para tuberculose na Etiópia.
 

 

Enquanto um grupo de voluntários recebeu cápsulas de arginina, um outro recebeu placebo, cápsulas sem o elemento químico. Os que receberam arginina responderam mais rapidamente ao tratamento da tuberculose. Sintomas como tosse cessaram mais depressa. Os exames feitos também mostraram um nível mais baixo de infecção pela bactéria, comparativamente com os exames feitos nos voluntários que tomaram placebo.
 

 

Segundo os investigadores o tratamento à base de arginina pode reduzir o tempo de medicação dos pacientes com tuberculose.
 

 

Os cientistas acreditam até que a arginina pode reduzir o risco de transmissão durante os estágios infecciosos da tuberculose. «É importante enfatizar que o tratamento com o regime de quatro medicamentos antibióticos, recomendado pela Organização Mundial de Saúde, é o método mais importante para o combate à tuberculose», reforçou à BBC o líder da investigação Thomas Schon. «Os suplementos com arginina podem representar uma nova opção terapêutica para tornar o tratamento mais eficaz, aumentando inicialmente a resposta do sistema imunológico, e levando o corpo a produzir mais óxido nítrico», acrescentou.
 

 

Em áreas geográficas onde não existem cápsulas ou comprimidos de arginina disponíveis, os investigadores sugeriram que as pessoas consumam alimentos ricos no elemento, como por exemplo o amendoim.
 

 

Traduzido e adaptado por:
 

Paula Pedro Martins
 

MNI-Médicos Na Internet
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.