Alunos de Medicina do Porto vão ter ambulância para treinar partos e pomar solidário para pessoas carenciadas

Iniciativas da Faculdade de Medicina

27 abril 2015
  |  Partilhar:
A Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) vai receber uma ambulância “desativada” da Federação dos Bombeiros do Distrito do Porto para estudantes praticarem partos. Paralelamente, os estudantes vão constituir um pomar solidário para satisfazer as necessidades alimentares de pessoas carenciadas, informou a diretora daquela instituição universitária através da agência Lusa.
 
O Centro de Simulação Biomédica da FMUP, inaugurado em 2003, é um centro onde se ensinam competências técnicas, e “uma das competências é fazer partos e o parto dentro de uma ambulância também tem de ser treinado”, revelou a diretora da FMUP, em declarações à Lusa.
 
Segundo Amélia Ferreira, a Federação dos Bombeiros do Porto já se ofereceu para doar uma ambulância que fique desativada para os estudantes de medicina poderem treinar os partos num contexto mais real. A chegada da ambulância estará prevista “ainda este ano”.
 
Esta informação foi divulgada à margem da inauguração do Pomar Solidário da FMUP, onde a Federação dos Bombeiros do Porto é mais uma vez parceira.
 
De acordo com Amélia Ferreira, o Pomar Solidário é um projeto comunitário que pretende o “envolvimento de toda a gente”, promovendo a educação global, a humanização e a responsabilidade social, “quebrando a solidão”, acrescentando que cultivar um espaço é muitas vezes quebrar “essa solidão com as pessoas que estão próximas e é “um dos aspetos que as instituições de saúde têm de cuidar”.
 
O pomar inaugurado encontra-se localizado nas novas instalações da FMUP, tem uma dimensão de 6.200 metros quadrados e vai ser gerido por grupos de voluntários constituídos por estudantes de Medicina, utentes e técnicos do Serviço de Psiquiatria do Centro Hospitalar do São João e por utentes e técnicos da associação da Abraço.
 
De acordo com o comunicado a que a Lusa teve acesso, o Pomar Solidário contou com um investimento de cerca de 35 mil euros e teve um apoio especial do Centro Hospitalar de São João, da Câmara Municipal do Porto e da Abraço, tendo a “operação intensiva de jardinagem” sido assegurada pela Câmara do Porto, entidade que também providenciou o projeto paisagista do pomar.
 
O pomar vai ter 33 árvores de fruto, como por exemplo tangerineiras, 40 plantas de maracujás, aboboreiras, espinafres, feijões e ervas aromáticas.
 
Desenvolver ligação entre pessoas carenciadas e futuros médicos, desenvolver uma cidadania ativa e compatível com a melhoria do bem-estar das pessoas desfavorecidas, promover a qualidade de vida, apoiar bons hábitos alimentares e boas práticas agrícolas são objetivos do projeto Pomar Solidário.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A. 
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.