Alternativa aos antibióticos pode estar para breve

Estudo publicado no “Journal of Medical Microbiology”

22 dezembro 2010
  |  Partilhar:

Jactos de plasma frio podem tornar-se, brevemente, numa alternativa segura e eficaz aos antibióticos para tratar infecções resistentes aos medicamentos, aponta um estudo publicado no  “Journal of  Medical Microbiology”.

 

Na investigação realizada com ratinhos, cientistas do Instituto Gamaleya, em Moscovo, Rússia, mostraram que um tratamento de dez minutos com plasma de baixa temperatura não só foi capaz de matar bactérias resistentes aos medicamentos, como também aumentou a taxa de cicatrização das feridas. Os resultados sugerem que a utilização de plasma frio pode tornar-se um método promissor no tratamento de infecções crónicas em feridas onde outras abordagens falharem.

 

A equipa utilizou plasma de baixa temperatura contra espécies bacterianas como Pseudomonas aeruginosa e Staphylococcus aureus. Estas espécies são frequentemente responsáveis pelas feridas das infecções crónicas e capazes de resistir à acção dos antibióticos, dado que podem crescer juntas em camadas protectoras denominadas biofilmes. Os cientistas mostraram não só que, após cinco minutos, esse plasma matava até 99% das bactérias em laboratório, mas também que o plasma exterminava, em média, cerca de 90% das bactérias que infectavam as feridas da pele, dez minutos após a sua aplicação.

 

Em comunicado enviado à imprensa, a líder da investigação, Svetlana Ermolaeva, aponta que o recente desenvolvimento de plasmas frios com temperaturas de 35-40 °C torna a tecnologia uma opção atraente para o tratamento de infecções, em especial contra bactérias patogénicas, com resistência aos medicamentos. Além disso, a especialista acrescentou que a terapia de plasma dificulta o desenvolvimento de resistência, e tem ainda o benefício de ser indolor.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 3Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.