Alterações no ritmo circadiano podem aumentar níveis de triglicerídeos

Estudo publicado no "Cell Metabolism"

05 agosto 2010
  |  Partilhar:

A alteração do ritmo circadiano (ritmo biológico do corpo humano durante as 24 horas de um dia) pode estar associada a um aumento dos níveis de triglicerídeos. Este estudo realizado em ratinhos ajuda a explicar o natural aumento e diminuição dos níveis dos triglícerideos que ocorre mais ou menos à mesma hora todos os dias, refere um estudo publicado no “Cell Metabolism”.

 

Várias actividades biológicas, fisiológicas e comportamentais mostram uma recorrência característica com intervalos de 24h, em consonância com o nascer e o pôr-do-sol. Esse ritmo circadiano é conduzido pela interacção dos chamados “genes do relógio biológico”, explicam os investigadores liderados por M. Mahmood Hussain.

 

Os investigadores da SUNY Downstate Medical Center, EUA, constataram que nos ratinhos do grupo de controlo, ou seja, aqueles que não tinham o ritmo circadiano alterado, os níveis de triglicerídeos no plasma duplicavam ou triplicavam ao longo do dia, atingindo níveis mais baixos à noite quando os animais nocturnos comem e estão mais activos. Por outro lado, constatou-se que, nos ratinhos com ciclo circadiano alterado, os níveis de triglicerídeos permaneciam inalterados em níveis elevados.

 

Os investigadores estudaram também o mecanismo responsável pela associação entre o “relógio interno” e os níveis de triglicerídeos,tendo descoberto que uma proteína que tem um papel importante no ritmo circadiano, conhecida por CLOCK, controla os níveis de outra proteína (proteína de transferência de triglicerídeos microssomais) que ajuda no transporte dos triglicerídeos na corrente sanguínea.

 

Os autores referem que, caso seja possível extrapolar estes resultados para os seres humanos, os dados sugerem que os efeitos dos fármacos criados para reduzir os níveis de triglicerídeos podem variar de acordo com a altura do dia em que são administrados. Acrescentam ainda que a dose necessária poderá depender da hora do dia a que se dá a toma.

 

Os resultados também indicam que as actividades que alteram o ritmo circadiano, nomeadamente estar acordado até muito tarde ou viagens de longa distância, poderão ter consequências no metabolismo dos lípidos.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.