Alimentos podem afetar os genes?

Estudo publicado na “Nature Microbiology”

16 fevereiro 2016
  |  Partilhar:

A atividade dos genes influencia o metabolismo, mas a maioria dos genes também é afetada pelos nutrientes ingeridos, sugere um estudo publicado na revista “Nature Microbiology”.

 

O comportamento das células é determinado pela combinação da atividade dos genes e pelas reações químicas necessárias para as manter, um processo conhecido por metabolismo. O metabolismo funciona em duas direções distintas. Por um lado, as moléculas são decompostas com o intuito de fornecer energia para o corpo e, por outro, há produção de todos os compostos necessários para as células.

 
Conhecer o genoma pode fornecer uma quantidade de informação substancial sobre como um organismo específico irá assemelhar-se. No entanto, isto não fornece uma visão completa, uma vez que os genes podem ser regulados por outros genes, regiões de ADN ou modificadores epigenéticos, ou seja, pequenas moléculas que se ligam ao ADN e que ativam ou desativam os genes.
 
Estudos anteriores já tinham constatado que a rede metabólica – reações químicas que ocorrem num organismo – pode também desempenhar um papel importante da regulação dos genes. Estas reações dependem principalmente da disponibilidade de nutrientes, incluindo açúcares, aminoácidos, ácidos gordos e vitaminas.
 
Com o objetivo de aprofundar esta temática, uma equipa internacional de investigadores analisou o papel do metabolismo nas células de levedura, uma vez que são fáceis de manipular e os mecanismos celulares fundamentais são os mesmo ou muito semelhantes aos encontrados nos humanos.
 
Para o estudo, os investigadores liderados por Markus Ralser da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, manipularam os níveis de metabolitos importantes nas células de levedura e analisaram como estes afetavam o comportamento dos genes e as moléculas produzidas. Verificou-se que nove em dez genes e os seus produtos eram afetados por alterações no metabolismo celular.
 
“O metabolismo desempenha um papel bem mais dinâmico nas células do que pensávamos. Quase todos os genes de uma célula são influenciados por mudanças nos nutrientes a que têm acesso. Na verdade, em muitos casos, os efeitos foram tão fortes, que a mudança do perfil metabólico de uma célula pode fazer com que os seus genes se comportem de uma forma completamente diferente”, revelou, em comunicado de imprensa, o investigador.
 
Os autores do estudo acreditam que estes achados podem ter várias implicações, incluindo a forma como as pessoas respondem a determinados fármacos. No caso do cancro, as células tumorais desenvolvem múltiplas mutações genéticas, que altera a rede metabólica nas células. Isto por seu lado afeta o comportamento de genes e poderá explicar por que motivo alguns fármacos não funcionam para todos os indivíduos.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.