Alimentação sustentável no Espaço

Soja «espacial» é semelhante à cultivada na Terra

20 janeiro 2005
  |  Partilhar:

 

 

 

Já se imaginou a comprar um pacote de soja, com um rótulo «made in Space»? Pois... esta pode muito bem ser uma realidade a curto-prazo.
 

Cientistas afirmam que a soja cultivada no espaço apresenta semelhanças com as culturas tradicionais realizadas na Terra.
 

A constatação foi feita por meio de uma pesquisa inédita realizada a bordo da nave espacial Endeavour, pela Pioneer Hi-Bred International, Inc., (uma subsidiária da DuPont), em conjunto com o Wisconsin Center for Space Automation and Robotics (WCSAR) – um Centro Espacial Comercial da NASA na Universidade de Wisconsin-Madison.
 

 

As sementes foram lançadas em Junho de 2002 e germinaram numa bandeja especial, dentro de uma câmara de crescimento. O crescimento da soja foi acompanhado diariamente e foram ajustados os nutrientes para o seu desenvolvimento. Através dessa monitorização em vídeo, os dados foram enviados da Estação Espacial Internacional, e analisados pelos cientistas, em Terra, que também examinaram os efeitos da falta de gravidade, bem como os demais elementos espaciais relacionados com o crescimento das plantas.
 

 

Esta pesquisa teve a duração de 97 dias e foi a primeira a completar um ciclo de plantio no espaço, ou seja, desde a plantação de sementes ao crescimento de novos grãos. Após diversos meses de análise, os investigadores observaram que os grãos cultivados no espaço apresentavam maior teor de açúcar, mas um menor teor de óleo e aminoácidos, supostamente devido a níveis mais elevados de dióxido de carbono na Estação Espacial Internacional. Isso demonstra claramente que a soja pode ser cultivada no espaço para o fornecimento de alimentos e também para servir como um depurador atmosférico no caso de viagens espaciais prolongadas.
 

 

A descoberta abre as portas para o cultivo sustentável de vegetais, tornando possível a presença humana prolongada no espaço, uma vez que a soja representa um das plantas leguminosas mais consumidas no mundo. Dizem os especialistas que a soja é a maior fonte exclusiva de proteínas e óleo vegetal para a dieta humana.
 

 

Traduzido e adaptado por:
 

Paula Pedro Martins
 

Jornalista
 

MNI-Médicos Na Internet
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.