Alimentação dos portugueses peca por gorduras, sal e álcool em excesso
05 junho 2002
  |  Partilhar:

O consumo excessivo de gorduras, sal e álcool continua a ser um dos principais erros dos hábitos alimentares dos portugueses, que pecam também pelo abandono da saudável dieta mediterrânica, alerta a presidente da Associação Portuguesa de Nutricionistas (APN).
 

 

A dieta de tipo mediterrânico, com o predomínio dos legumes, azeite, cereais e com pouca carne, constitui um padrão alimentar que tem sido abandonado em Portugal devido a "influências várias", mas que a presidente da APN, Alexandra Bento, defende, assim como a diminuição do consumo de gorduras, sal e álcool, responsáveis por várias doenças.
 

 

Em declarações à Agência Lusa a propósito do I Congresso de Alimentação e Nutrição, que começa hoje no Luso (Aveiro), Alexandra Bento criticou a falta de uma política alimentar "bem estruturada", que estimule hábitos saudáveis e "padrões de segurança alimentar que garantam a protecção da saúde pública".
 

 

"São necessários programas bem definidos e integrados para que os profissionais da saúde, educação, indústria alimentar e restauração colectiva falem a mesma linguagem, haja sintonia de ideias", defendeu.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Classificações: 2Média: 4
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.