Alimentação comercial para bebé com pouco valor nutritivo

Estudo publicado na “Archives of Disease in Childhood”

12 setembro 2013
  |  Partilhar:

Um estudo conduzido por investigadores escoceses indica que os alimentos comerciais para bebé não trazem os nutrientes necessários para os bebés, em comparação com o leite materno.
 

A introdução da variedade alimentar é recomendada por algumas organizações que seja introduzida só a partir dos seis meses de idade. Até aí, aconselha-se que o bebé seja alimentado exclusivamente com leite materno.
 

A fase da variedade alimentar é crucial já que é o período durante o qual o bebé é exposto a um leque de sabores e texturas em termos de alimentos, aumentando paralelamente a sua riqueza nutricional e energética. Apesar das recomendações de exclusividade do leite materno até aos seis meses de idade, a indústria alimentar disponibiliza alimentos a partir dos quatro meses de idade.
 

O estudo conduzido pela Universidade de Glasgow, no Reino Unido, analisou um total de 462 alimentos para bebé, produzidos por quatro fabricantes diferentes. Estes alimentos incluíam refeições em pó para serem misturas com leite ou água, cereais de pequeno-almoço, alimentos que podem ser consumidos à colher e ainda outros alimentos como bolachas ou frutos desidratados.
 

Os resultados demonstraram que os alimentos que podiam ser consumidos à colher possuíam um valor energético idêntico ao do leite materno mas um valor proteico apenas 40% mais elevado que o leite de fórmula. Os alimentos com carne eram os que tinham mais ferro, sendo que era ligeiramente mais elevado do que os produtos sem carne e não ultrapassava o teor do leite de fórmula. Os produtos comerciais continham também quantidades elevadas de açúcar.
 

Os investigadores compararam o conteúdo nutricional dos alimentos para bebé com a comida que é preparada em casa para bebés. Os alimentos comerciais revelaram uma muito menor densidade mas maiores quantidades de ferro. No entanto, uma porção de 50 gramas de comida caseira pode fornecer a mesma energia que 100 gramas de comida comercial. Por isso, deve-se optar por alimentar os bebés com comida confecionada corretamente em casa.
 

No entanto, os autores do estudo aconselham que “os alimentos caseiros para bebé sejam preparados de forma diferente das refeições familiares. Não se deve adicionar sal e açúcar e a adaptação desapropriada das refeições familiares aos alimentos para bebés poderá contribuir para um alto consumo de sódio”.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.