Algas podem prevenir infecções pós-operatórias
03 junho 2002
  |  Partilhar:

Cobrir implantes, sejam eles ancas ou válvulas do coração artificiais, com um certo tipo de algas marinhas, pode prevenir as habituais infecções pós-operatórias. Um estudo, desenvolvido por cientistas da Austrália, revelado na revista New Scientist, descobriu que os químicos das algas podem combater as bactérias responsáveis pela maioria das infecções associadas à cirurgia, incluindo a superbactéria MRSA.
 

 

A maior parte destas infecções é causada pela MRSA, que vive normalmente na pele, agregando-se às próteses durante as operações. Por esta via entra no corpo e provoca infecções. Nem o sistema imunitário nem os antibióticos conseguem eliminá-la. Na maior parte dos casos em que surgem problemas deste tipo, os pacientes têm de se sujeitar a nova cirurgia.
 

 

Mas os cientistas do Cooperative Research Centre for Eye Research and Technology, em Sydney, afirmam ter encontrado uma solução. Jasjit Baveja e a sua equipa descobriram que os químicos chamados furanonas reduzem em 90 por cento o número das bactérias Staphylococcus epidermidis dos plásticos dos tabuleiros para as experiências de laboratório.
 

 

Estes agentes parecem igualmente inibir o crescimento de outras bactérias, nomeadamente a MRSA. As furanonas já tinham sido identificadas na alga vermelha Delisea pulchra, livre de bactérias e outros organismos marinhos. Os investigadores começaram por testar os efeitos desta alga nos carneiros e comprovaram que os catéteres que tinham sido cobertos com furanonas possuíam, após 12 semanas, 85 por cento menos bactérias do que se poderia esperar. O químico não mata as bactérias, mas impede que elas se instalem.
 

 

Os cientistas australianos planeiam agora estudar se estes agentes são seguros nos humanos. Se assim for, as experiências podem começar dentro de cinco anos.
 

 

Fonte: Diário de Notícias
 

 

Veja artigo original em: New Scientist
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.