Alergias oculares afectam 20% da população mundial

Pólen e pêlos de animais são as principais causas

11 abril 2004
  |  Partilhar:

As alergias oculares têm vindo a aumentar de frequência em todo o mundo, estimando-se que cerca de 20 por cento da população sofra deste problema, segundo explicou um especialista norte-americano presente na reunião internacional sobre alergias oculares, que decorreu em Lisboa. De acordo com Peter D´Arienzo, a mais comum das alergias oculares é a conjuntivite, principalmente a provocada pelo pólen e pêlos de animais, sendo que os adultos são os mais afectados, embora a conjuntivite alérgica seja mais comum nas crianças. A qualidade de vida pode ser afectada significativamente, uma vez que os sintomas desta patologia, entre eles a comichão, olhos vermelhos, lacrimejo e visão desfocada, tornam-se incomodativos, sendo por vezes motivo de absentismo laboral e/ou escolar. Segundo este especialista, o melhor tratamento para a conjuntivite é o uso de gotas, combinando o efeito anti-histamínico e estabilizador de mastócitos. Nos EUA, o tratamento mais utilizado é a olopatadina por se ter revelado o mais eficaz. De acordo com Peter D´Arienzo, a olopatadina deveria ser utilizado como tratamento de primeira linha para conjuntivites sazonais, não só por ser eficaz quando a patologia está instalada, como também por ajudar a prevenir os sintomas. Fonte: Diário Digital

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.