Alergias irão continuar a aumentar durante os próximos 10 anos

Futuro da imunoalergologia retratado no Livro Branco

23 junho 2010
  |  Partilhar:

Mais de um terço dos portugueses sofre de alergias e, segundo os dados e as tendências para a próxima década contemplados no Livro Branco sobre o Futuro da Imunoalergologia, irá haver um aumento deste tipo de doenças até 2020.

 

“É consensual que a prevalência das doenças alérgicas continuará a aumentar e, em 2020, poderá afectar cronicamente − com sintomas quase diários − uma percentagem ainda mais elevada da população”, de acordo com o estudo, a que a agência Lusa teve acesso, o qual foi levado a cabo pela Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia em parceria com a BIAL e ainda com o contributo de centenas de peritos.

 

Segundo o estudo, a rinite alérgica e as alergias a medicamentos e a alimentos, particularmente nas crianças, é onde é esperado um aumento mais significativo. Os factores de risco com maior tendência a aumentar são os ambientes, tanto o exterior como o interior.

 

A maioria dos peritos considera que, na generalidade, a qualidade de vida dos doentes tenderá a melhorar até 2020, embora de forma moderada. No entanto, mais de um quarto dos especialistas inquiridos considera que vai piorar a qualidade de vida dos doentes com alergia medicamentosa, alimentar e asma.

 

Relativamente aos encargos económicos com estas doenças, eles também deverão aumentar, nomeadamente os custos de assistência, mas irão traduzir-se “numa melhoria na qualidade de prestação”.

 

De uma forma geral, os custos directos decorrentes de hospitalizações, consultas, medicação e exames para tratamento tenderão a aumentar, “especialmente no que se refere à asma, rinite alérgica, eczema atópico e alergia medicamentosa e alimentar”, concluem os especialistas.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.