Alergias: identificadas 16 novas associações genéticas

Estudo publicado na revista “Nature Genetics”

09 julho 2013
  |  Partilhar:

A empresa 23andMe e os investigadores do Avon Longitudinal Study of Parents and Children (ALSPAC) identificaram 16 novas associações genéticas associadas com as alergias comuns nomeadamente ao pólen, ácaros e gatos.
 

O estudo publicado na revista “Nature Genetics” que analisou os dados de mais de 53.000 indivíduos também identificou oito variações genéticas associados às alergias as quais tinham sido previamente envolvidas na asma.
 

As alergias e a asma alérgica têm sofrido um aumento substancial nestes últimos anos. “Apesar de fatores ambientais estarem certamente envolvidos, o nosso estudo reforça a associação genética entre as alergias comuns e a suscetibilidade de um indivíduo ter uma reação alérgica“, revelou, em comunicado de imprensa, um dos autores do estudo, David Hinds.
 

“Além disso, as atuais estimativas da hereditariedade das alergias são elevadas, o que sugere que a compreensão dos fatores genéticos envolvidos nas alergias pode ser a chave para descobrirquem se encontra em maior risco de sofrer alergias e por outro lado como é que esta condição pode ser tratada de uma melhor forma”, acrescentou o investigador.
 

De acordo com John Henderson, do ALSPAC, a alergia é um importante componente de muitas doenças, incluindo asma, eczema, e febre dos fenos. “Estes achados são empolgantes. Este estudo identificou vias específicas, envolvidas no desenvolvimento da alergia, que não são partilhadas com as doenças alérgicas como a asma”, revelou.
 

Segundo o investigador, a compreensão destas vias pode eventualmente conduzir ao desenvolvimento de fármacos capazes de curar ou prevenir a alergia em vez de simplesmente suprimirem os sintomas.
 

"Uma das principais características deste trabalho é a demonstração de que, com um estudo de tamanho adequado, a análise de dados obtidos através da realização de questionários medicamente relevantes, conjuntamente com a análise genética, têm potencial para fornecer informações importantes sobre a biologia envolvida numa condição complexa", acrescentou ainda um outro investigador do ALSPAC, Nic Timpson.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.